As portas coloridas das casas em Dublin chamam muito a atenção dos turistas e dos estudantes recém-chegados. Circulam pela história duas lendas para justificar esse costume.

portas coloridas

A primeira lenda diz que, quando o príncipe Albert da Inglaterra faleceu em 1861, a rainha Vitoria ordenou que os moradores colocassem bandeiras pretas nas portas das casas em forma de luto. Naquela época a Irlanda do Norte ainda não era independente. Um irlandês – nunca se soube o nome – rebelde e revoltado com essa ordem, fez o oposto: durante a noite, em sinal de protesto, pintou algumas portas da vizinhança com cores diferentes. Os moradores acabaram gostando e aderiram às portas coloridas dali em diante.

Acredita-se que essa seja a história verdadeira, mas conta-se também que a atitude de pintar as portas de cores diferentes surgiu das esposas de irlandeses beberrões, que cansadas de verem seus maridos errando de casa, resolveram pintar as portas para facilitarem a chegada dos maridos em casa.

 

dublin-portas-coloridas1

Tag: , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *