E a nossa Exploradora Mundi Renata Nappi contou pra gente sua experiência em Nova York. Foram quatro semanas que para ela foram inesquecíveis.

16142671_1405650396120454_6469711729165807847_n

1/ Não tem problema se perder, afinal, aqui é NY!
Uma das coisas mais incríveis inclusive é se perder nessa cidade porque cada bairro tem uma arquitetura diferente. Quando você caminha, parece que está dentro de um filme. Já desconfiei várias vezes se eu realmente não estava dentro de um filme ou se não era um sonho hehehe

2/ Prepare-se para engordar 10 kg.
As comidas são uma delícia e existe um leque de opções, desde fast foods que não tem no Brasil (como Chipotle), até restaurantes que tem no Brasil mas que aqui são bem mais gostosos (como o rooftop do Eataly).

Captura de Tela 2017-01-28 às 07.50.49

3/ Não chore pelas Tips dadas (gorjeta).
O serviço de NYC é muito bom e em todos os lugares, vale a pena pagar a gorjeta. Isso inclusive me ajudou a reconhecer que temos que dar mais valor para os serviços no Brasil.

4/ Já ouviu falar de Overdose Cultural? (acabei de inventar)
Quer visitar parques lindos? Aqui tem. Quer ir no Museu com telas do Monet ou Van Googh? Aqui tem também. Quer subir em um rooftop e ver uma vista linda da cidade? Aqui tem! Quer ouvir um Jazz e tomar um vinho? Claro que aqui tem! Aqui tem tudo gente! Em 20 dias de viagem, eu consegui fazer uma coisa nova por dia. É sério, todos os dias eu visitei um lugar diferente.

Captura de Tela 2017-01-28 às 07.51.09

5/ Taxis Amarelos? Só em filme. Aqui o metrô funciona!
O metrô de NYC te leva para todos os lugares, e caso ele não te leve, os ônibus levam! Fiquei chocada quando eu cheguei e descobri que ainda é 24h. Como pode isso gente?

6/ Dá para aprender/aperfeiçoar o inglês em uma semana, mas não pode ser envergonhado.
Os New Yorkers são simpáticos e tem prazer em te explicar as coisas. São incontáveis as vezes que eu pedi dicas na rua de direção e até mesmo conselhos do prato para garçons. Em uma semana, já estava conseguindo me comunicar bem e entendendo o que eles falavam. Conselho: aproveita o pessoal do seu bairro, tipo a Tia da Padaria ou o Zelador. São eles que você consegue conversar mais (Charlie, meu Zelador e amigo <3 )

Captura de Tela 2017-01-28 às 07.50.26

7/ A cada esquina, uma cultura diferente.
Confesso que antes de vir pra cá estava morrendo de medo de encontrar muitos brasileiros, e logo, não conseguir aperfeiçoar meu inglês. Claro que brasileiro tem em todo lugar, mas aqui me surpreendeu, fiz amigos de todo tipo de lugar. Na minha escola por exemplo, somos um grupo de colegas com italianos, israelenses, colombianos e japoneses. Sem contar na minha roommate maravilhosa que é da Ucrânia <3 Quando eu achei que conheceria alguém da Ucrânia? E ainda descobrimos que temos palavras parecidas! Hahaha
8/ Sua vida vai virar de cabeça pra baixo e vai dar aquele erro do Windows, tela azul.
Essa cidade tem potencial de mudar sua vida, tanto pelas pessoas que você vai conhecer, como pela forma que a população ocupa a cidade, com feirinhas em lugares escondidos, desenhos nas calçadas e grafites no High Line. Você achava que executivo não andava de Metro? Pois é, aqui eles andam. Você achava que não se toma café preto as 20h? Aqui eles tomam. É um universo de novas experiências e quebra de paradigmas, prontinho para derrubar tudo que você acredita.
9/ Aproveitem os serviços da Agência Mundi!
Desde o fechamento de contrato em SP até agora aqui em NYC, todos foram muito atenciosos comigo, acompanhando o passo a passo da minha viagem e querendo saber se estava tudo bem. Eles podem nos dar dicas que vocês não vão encontrar no Google, aproveitem isso! Aproveitem também a segurança e conforto que eles podem te oferecer para fazer uma viagem incrível, vale a pena.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *