7f34335d-7cfe-4416-8dd2-ffc19be0885f

Eu sempre tive vontade de fazer intercâmbio, tanto que acho que só entrei na faculdade por conta da possibilidade de fazer um e de graça! Rs

Não por coincidência escolhi cursar Turismo. A mim sempre encantou observar como as pessoas se realizam fazendo viagens, concretizando tudo o que um dia sonharam e planejaram para aquele destino. Durante o curso viajei muito e tive contato com estudantes intercambistas de outros países, o que só fez aumentar minha vontade de fazer meu intercâmbio acontecer, porém naquele período não pude priorizar a realização desse sonho.

Foi então que depois de um tempo conheci a Mundi! Isso mesmo, sou funcionária e cliente ao mesmo tempo 😊

Viajei pra Londres em setembro de 2018 (a libra tava caríssima mas já fazia mais de um ano que tinha começado a me organizar, o que facilitou bastante mesmo com a alta da moeda). Confesso que Londres não era um destino com o qual eu sonhava, escolhi mais pela proximidade com Paris, que aí sim era a cidade que eu fantasiava conhecer desde muito pequena, mas Londres me surpreendeu e foi a cidade que mais gostei das que visitei (o roteiro foi Paris – Londres – Ibiza).

Estudei na escola Oxford House College (OHC) e me apaixonei! Todo o staff é muito simpático e amigável, eles realmente se preocupam com o seu bem-estar durante o tempo em que está estudando lá. Adorei minha professora! Como entrei no nível intermediário a metodologia era bem dinâmica e comunicativa, a aula passava voando de tão boa! Além de tudo isso a localização da escola é excelente, na zona 1 de Londres, bem próximo à Oxford Street e no Soho, onde a vida noturna ferve. Certamente foi a melhor escola que eu poderia ter escolhido!

1fec5d2b-a13f-4aea-8c26-b25d9450d0dd

Me hospedei numa residência estudantil na zona 3 de Londres, era uma média de 30 minutos de metrô até a escola e foi um ótimo custo benefício! Como a zona 1 de Londres concentra a maioria dos pontos turísticos, há um fluxo constante de muitos turistas, e se hospedar numa zona um pouco mais afastada é melhor para ter contato com nativos. E foi justamente o que aconteceu.

Perto da minha casa tinha um Pub chamado The Volunteer, o nome me chamou atenção e resolvi entrar. Percebi que todos que frequentavam eram amigos da família dona do estabelecimento, que eram um casal de velhinhos e as filhas. Como o próprio nome do pub diz, quando todos estavam ocupados e chegava uma pessoa para ser atendida, os próprios frequentadores se levantavam para atender e servir a cerveja, achei isso genial rs. Passei à ir todas as noites nesse pub pra tomar um pint antes de ir pra casa e acabei fazendo amizade com todo mundo, inclusive sendo convidada para dois aniversários que aconteceram lá haha

Londres deixou muita saudade… É impressionante ver como tudo lá funciona, apesar de ser uma megalópole! Eu tinha receio de me perder e me perdi mesmo, mas é muito fácil se localizar e visitar tudo o que a cidade tem para oferecer – metrô é vida minha gente! Me surpreendi com a simpatia e cordialidade dos britânicos e com certeza irei voltar à essa cidade magnífica! Uma dica que eu deixo pra quem quer ir pra Londres mas tem receio por conta da moeda: o caminho certo é definir que você vai, o orçamento vem como consequência, não o contrário. Just go and mind the gap!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *